Corujinha 01
Destaques

      Corujinha 02
Ajuda Humanitária.


      Corujinha 03
Animais.


      Corujinha 04
Artesanato de lixo reciclável.


      Corujinha 05
Casa.


      Corujinha 06
Ciência.


      Corujinha 07
Como Surgiu.


      Corujinha 08
Curiosidades.


      Corujinha 09
Drogas.


      Corujinha 10
Ecologia.


      Corujinha 11
Esportes.


      Corujinha 12
Filmes.


      Corujinha 13
Instrumentos Musicais.



      Corujinha 15
Mamães e Bebês.


      Corujinha 16
Maquiagem.


      Corujinha 17
Mitos e Verdades.


      Corujinha 18
Notícia no Mundo.


      Corujinha 19
Novo acordo Ortográfico.


      Corujinha 20
Paisagismo e Jardinagem.


      Corujinha 21
Pescaria e piscicultura.


      Corujinha 22
Politica.


      Corujinha 23
Primeiros Socorros.


      Corujinha 24
Receitas.


      Corujinha 25
Salve o Planeta e a Biodiversidade!


      Corujinha 26
Saúde.


      Corujinha 27
Sexualidade.


      Corujinha 28
Situações Diárias.


      Corujinha 29
Sociedade.


      Corujinha 30
Tecnologia.


      Corujinha 31
Turismo, Lugares, Viagens.


      Corujinha 32
Universo.


      Corujinha 33
Vida e diversidades.


Bike Pólo.

Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.

                                                     

Ele é semelhante ao polo convencional, com a diferença de que, ao invés de cavalos, são usadas bicicletas. As quadras deste jogo têm presenciado, desde 2007, um nítido aumento do interesse por esta modalidade esportiva.

Novas equipes despontam ao redor do mundo. Já há representantes de bike pólo em países como os Estados Unidos, a França, a Índia, a Alemanha, o Paquistão, a Malásia, o Sri Lanka, a Indonésia, a Hungria, a Austrália, a Inglaterra, a Argentina, a Itália, o Canadá e a Suécia.

A maior parte dos esportistas utiliza as ‘fixedgears’, bicicletas de velódromo desprovidas de catraca e freio; substituindo os aros, muitas bikes apresentam lâminas de alumínio, com o objetivo de prevenir incidentes com os tacos. Este esporte é uma variedade do pólo tradicional, acessível não somente para uma elite, mas para quem desejar praticá-lo. Por esta razão ele já se transformou em um verdadeiro ‘boom’ nas metrópoles da Europa; agora já é possível verificar um crescente interesse também em São Paulo.

O bike pólo convencional é disputado em um campo gramado retangular, de 150 metros por 100 metros, medida regulamentar, embora, extra-oficialmente, qualquer espaço seja extenso o suficiente para sua prática. A bola utilizada tem uma circunferência de 12-15 centímetros e o malho apresenta um metro de comprimento.

Neste jogo seis integrantes compõem a equipe, e quatro deles estão no campo ao mesmo tempo. Na França há uma pequena variação, com um membro a mais no time e na quadra. Disputas internacionais têm a duração de 30 minutos, divididos em períodos de 7,5 minutos, conhecidos como ‘chukka’. No caso do jogo não definir um vencedor no tempo convencional, um período extra pode ser utilizado para determinar o campeão.

Quando uma falta proposital é cometida na vizinhança do gol, a equipe que  foi atingida conquista automaticamente um ponto. Cartões amarelos, para transgressões previamente decididas, e os vermelhos, no caso de violações repetidas ou severas, são também utilizados neste jogo.

Na capital inglesa este esporte tem a sua disposição um popular trajeto de jogos, os quais são realizados a cada dia em um parque distinto da cidade. Em São Paulo, como ainda é pouco conhecido, não foi fácil encontrar o lugar ideal para o exercício desta modalidade esportiva, principalmente porque não se permite o ingresso de bikes nos campos esportivos dos parques paulistas.

Ela teve início de maneira informal na metrópole paulista, há mais ou menos um ano, na quadra de futebol de salão da Praça José Carlos Burle, localizada na Vila Madalena, uma iniciativa do chileno Pablo Gallardo, que entrou em contato com este esporte quando passou algum tempo em Londres.

Em São Paulo os times contam com três integrantes cada um, os quais devem se esforçar para tirar a bola do adversário e impulsioná-la com o taco, fazendo, assim, o desejado gol. Não é tão simples como parece, pois o jogador tem que se desviar do concorrente, criar passagens ardilosas para os companheiros e ainda por cima se manter equilibrado sobre a bicicleta, sem que ela se descontrole. As jogadas são brutais, pois é possível provocar a queda do membro do outro time.

Por: infoescola.com
Ana Paula e Equipe Manja de Tudo.

Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.


    
   © 2011 Manja de Tudo.     www.manjadetudo.com.br.     Contribua conosco enviando sua dica, pergunta ou sugestão aqui.