Corujinha 01
Destaques

      Corujinha 02
Ajuda Humanitária.


      Corujinha 03
Animais.


      Corujinha 04
Artesanato de lixo reciclável.


      Corujinha 05
Casa.


      Corujinha 06
Ciência.


      Corujinha 07
Como Surgiu.


      Corujinha 08
Curiosidades.


      Corujinha 09
Drogas.


      Corujinha 10
Ecologia.


      Corujinha 11
Esportes.


      Corujinha 12
Filmes.


      Corujinha 13
Instrumentos Musicais.



      Corujinha 15
Mamães e Bebês.


      Corujinha 16
Maquiagem.


      Corujinha 17
Mitos e Verdades.


      Corujinha 18
Notícia no Mundo.


      Corujinha 19
Novo acordo Ortográfico.


      Corujinha 20
Paisagismo e Jardinagem.


      Corujinha 21
Pescaria e piscicultura.


      Corujinha 22
Politica.


      Corujinha 23
Primeiros Socorros.


      Corujinha 24
Receitas.


      Corujinha 25
Salve o Planeta e a Biodiversidade!


      Corujinha 26
Saúde.


      Corujinha 27
Sexualidade.


      Corujinha 28
Situações Diárias.


      Corujinha 29
Sociedade.


      Corujinha 30
Tecnologia.


      Corujinha 31
Turismo, Lugares, Viagens.


      Corujinha 32
Universo.


      Corujinha 33
Vida e diversidades.


Bragantina.

Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.

O Clube Atlético Bragantino é um clube de futebol da cidade de Bragança Paulista, no interior do estado de São Paulo. Foi fundado no dia 8 de janeiro de 1928 e é muito conhecido pelos apelidos de "Braga" e "Massa Bruta".

A fundação do clube aconteceu no dia 08 de janeiro de 1928 por dissidentes do Bragança Futebol Clube, antigo rival do Bragantino.

Após disputar diversos campeonatos amadores, a equipe de Bragança participou do Campeonato Paulista da divisão de acesso em 1949.

No ano o time também inaugurou o estádio Marcelo Stéfani.

                                 
                                                                Bragantino nos anos 50

No ano de 1958 toma posse o presidente Nabi Abi Chedid, que seriano futuro, responsável por várias conquistas do Massa Bruta.

                                                                             

Em 1965, conquistou o Paulista da Segunda Divisão e subiu para a Primeira Divisão estadual.

                                                
                                             Time campeão da divisão de acesso em 1965

Em 1966 o time acabou sendo rebaixado para a divisão de acesso.

A década de 70 foi a pior da história do Bragantino. O time ficou licenciado por 4 anos e disputou a terceira divisão paulista (quinto nível do futebol paulista) em 1978 e 1979.
Após vários anos no limbo no Campeonato Paulista, conseguiu o acesso em 1988, sendo campeão do torneio, batendo a Catanduvense na final. A partir daí se inicia a era gloriosa do Braga.

Em 1989 o Bragantino volta à elite paulista conseguindo fazer uma grande campanha, sendo eliminado na semifinal pelo São Paulo. No mesmo ano o Braga disputou a Série B e foi passando de fase até que chegou na final contra o São José, quando venceu as duas partidas e se sagrou campeão da Série B de 1989.

                                 
                             

Em 1966 o time acabou sendo rebaixado para a divisão de acesso.

A década de 70 foi a pior da história do Bragantino. O time ficou licenciado por 4 anos e disputou a terceira divisão paulista (quinto nível do futebol paulista) em 1978 e 1979.
Após vários anos no limbo no Campeonato Paulista, conseguiu o acesso em 1988, sendo campeão do torneio, batendo a Catanduvense na final. A partir daí se inicia a era gloriosa do Braga.

Em 1989 o Bragantino volta à elite paulista conseguindo fazer uma grande campanha, sendo eliminado na semifinal pelo São Paulo. No mesmo ano o Braga disputou a Série B e foi passando de fase até que chegou na final contra o São José, quando venceu as duas partidas e se sagrou campeão da Série B de 1989.
 
                                                                                       Bragantino campeão em 1990      

Em 1990 o Bragantino acabou surpreendendo também na Série A, chegando ás quartas-de-final, sendo eliminado pelo Bahia.

No ano seguinte, 1991, manteve-se a base da equipe, mas Luxemburgo saiu. Porém Nabi Abi Chedid, contratou Carlos Alberto Parreira, outro desconhecido que havia acabado de chegar dos Emirados Árabes. O time surpreendeu mais ainda, ficando em terceiro na primeira fase e eliminando nas semifinais o Fluminense.

                                                                                                    Equipe que enfrentou o Fluminense em 1991 

Na final o time enfrentou o São Paulo, e após perder no Morumbi por 1 x 0 e empatar em 0 x 0 no Marcelo Stéfani, o Bragantino acabou sendo vice campeão brasileiro.

Em 1992 fez boa campanha no Brasileirão e estreou na Copa Conmembol, sendo eliminado precocemente pelo Grêmio. Em 1993 também foi eliminado na primeira fase da Conmembol, desta vez para o Botafogo.

Em 1995 o Braga acabou sendo rebaixado no campeonato paulista, iniciando aí os anos ruins de sua história. Ao menos na elite brasileira o Bragantino terminou na sexta colocação, com destaque para o meia Kelly.

Em 1996 disputa a sua terceira Copa Conmembol eliminando o Palmeiras na primeira fase, chegando a golear o grande time Palmeirense por 5 x 1 em Bragança. O time porém, foi eliminado na segunda fase pelo Independiente Santa Fé. No mesmo ano o time é rebaixado no Campeonato Brasileiro, porém com a virada de mesa permanece na elite, numa manobra para proteger os grandes do futebol brasileiro.

Em 1997 escapa do rebaixamento nos critérios de desempate, mas em 1998 o Bragantino fez novamente uma campanha ruim que acabou cuminando no rebaixamento do Leão da Zona à Série B. Em 1999 voltou a Série B, mas ficou longe de obter o acesso.

Em 2000 o time faz uma péssima campanha no Módulo Amarelo. Em 2001 fica no limbo na Série B. Este foi o último campeonato em que alguns dos antigos ídolos do clube jogaram juntos: Mazinho, Sílvio, Alberto, João Santos, Gil Baiano e Pintado, sob o comando técnico do ex-zagueiro e capitão Nei.

Em 2002 acabou rebaixado na Série B brasileira, que definiu o seu declínio, e com as administrações ridículas, o time começava também a cair no esquecimento.

Na Série C em 2003 o time foi muito bem, mas na quinta fase foi eliminado pelo Santo André, perdendo de 4 x 1 no ABC e vencendo por 3 x 1 em Bragança, mas insuficiente para levar o Braga ao quadrangular final.

Na Série A-2 sempre fazia campanhas medianas, até que em 2005 conseguiu se classificar para a segunda fase da A-2, sendo o terceiro no grupo. O Braga começou perdendo para o Juventus por 3 a 2 em Bragança e também para o Comercial em Ribeirão Preto por 2 x 0, parecendo que o sonho estava perdido, mas o Massa Bruta vence o Araçatuba por 1 x 0 no Marcelão. O time acabou também vencendo a AEA por 2 x 1 no Adhemar de Barros. Na 2ª rodada do Returno o Bragantino empata com o Comercial em casa. Na última rodada o time alvinegro venceu o Moleque Travesso na Javari e o Comercial empatou com a AEA em casa, decretando a volta do Bragantino á elite do futebol paulista.

Isso marcaria o bom trabalho feito por Marquinhos Chedid na presidência do time.
O time levantou a moral, e emm 2006 o time se salva do rebaixamento no paulistão e é vice na Copa FPF, garantindo o direito de disputar a Copa do Brasil de 2007, mas no fim do ano uma notícia ruim: morre Nabi Abi Chedid.
O ano de 2007 marcou a volta do Bragantino ao cenário nacional e estadual, sendo que o clube bragantinese chegou ás semifinais do paulista, eliminado pelo Santos. Nesse campeonato foram revelados os jogadores Felipe, Zelão, Moradei e Everton Santos, que foram para o Corinthians.

A Série C foi ainda melhor, o Bragantino passou na primeira fase e na segunda se classificou por ter uma vitória a mais que o Roma Apucarana. Na terceira fase se classificou no saldo de gols ao quadrangular final. No octogonal o Bragantino se consolidou e acabou sendo campeão após vencer o Barras-PI por 3 x 1 e sendo campeão da Série C. O time que entrou em campo foi esse: Gleguer; Niander (Evandro), Vanderlei, Tiago Vieira, Da Silva e Paulinho; André Gaspar, Somália (Renan) e César Gaúcho; Davi e Valdir Papel (Bill).

                                 
                                                   Bragantino na Série C 2007

Em 2008 o time foi para a Copa do Brasil e acabou eliminado pelo Vasco na segunda fase da Copa do Brasil e na Série B fez uma grande campanha, fazendo um segundo turno excepcional, mas acabou não voltando a elite brasileira, ficando na sexta posição e no time acabaram se destacando jogadores como Nunes, Bill, Malaquias, Somália.

Em 2009 fez novamente uma campanha mediana no Paulistão, e apesar de perder vários jogadores e ser cotado para ser rebaixado á Série C, o Bragantino fez boa campanha, novamente vencendo vários jogos em casa e ficando na nona posição. Porém o Bragantino teve a pior média de público do campeonato, chegando a 744 torcedores por jogo, que deve também a revolta de torcedores do Bragantino pela mudança de nome do estádio no ano para Nabi Abi Chedid, antes chamado de Marcelo Stéfani e a fúria de ver o time comandado sempre pela família Chedid.

Em 2010 acabou escapando por pouco do rebaixamento na Série A.

Escudo Antigo

                                                                                              

Mascote

                                                                                         


Durante as disputas dos campeonatos amadores, desde sua fundação, o maior rival do Bragantino no futebol era a equipe do Bragança Futebol Clube. Em 1944, para vencer e acabar com fama de perdedor, o time chegou a contratar alguns atletas importantes da capital para poder derrotar seu "inimigo" número um, o Bragantino.

Mesmo com uma equipe teoricamente inferior, o "Massa Bruta" derrotou o Bragança e como forma de homenagear o clube, Cícero Marques, então presidente do Bragantino, mandou fazer um quadro com a figura do Leão. Desde então o animal virou a mascote do clube.

Estádio


                                 

Estádio Nabi Abi Chedid
Local: Bragança Paulista/SP.
Capacidade: 16.119 pessoas.
Inauguração: Bragantino 2 x 1 Mogiana de Campinas, em 1949.
Recorde de público: 26 mil pessoas (15 mil pagantes), no jogo Bragantino 1 x 1 Novorizontino, no dia 26 de agosto de 1990.
Primeiro Gol: Sacadeira, do Bragantino.
Propriedade: Clube Atlético Bragantino.

Obs: Nabi Abi Chedid foi o maior presidente da história do Bragantino, ficando na presidência do time de 1958 a 1977 e foi patrono do clube a partir de 1987.

Marcelo Stéfani foi atleta, dirigente do clube e doou o terreno para a construção do estádio.


Por:História dos Clubes Nacionais.
Ana Paula e Equipe Manja de Tudo.


           




Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.


    
   © 2011 Manja de Tudo.     www.manjadetudo.com.br.     Contribua conosco enviando sua dica, pergunta ou sugestão aqui.