Corujinha 01
Destaques

      Corujinha 02
Ajuda Humanitária.


      Corujinha 03
Animais.


      Corujinha 04
Artesanato de lixo reciclável.


      Corujinha 05
Casa.


      Corujinha 06
Ciência.


      Corujinha 07
Como Surgiu.


      Corujinha 08
Curiosidades.


      Corujinha 09
Drogas.


      Corujinha 10
Ecologia.


      Corujinha 11
Esportes.


      Corujinha 12
Filmes.


      Corujinha 13
Instrumentos Musicais.



      Corujinha 15
Mamães e Bebês.


      Corujinha 16
Maquiagem.


      Corujinha 17
Mitos e Verdades.


      Corujinha 18
Notícia no Mundo.


      Corujinha 19
Novo acordo Ortográfico.


      Corujinha 20
Paisagismo e Jardinagem.


      Corujinha 21
Pescaria e piscicultura.


      Corujinha 22
Politica.


      Corujinha 23
Primeiros Socorros.


      Corujinha 24
Receitas.


      Corujinha 25
Salve o Planeta e a Biodiversidade!


      Corujinha 26
Saúde.


      Corujinha 27
Sexualidade.


      Corujinha 28
Situações Diárias.


      Corujinha 29
Sociedade.


      Corujinha 30
Tecnologia.


      Corujinha 31
Turismo, Lugares, Viagens.


      Corujinha 32
Universo.


      Corujinha 33
Vida e diversidades.


Vaginose Bacteriana.

Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.

                                                          


A Vaginose Bacteriana é uma leve infecção da vagina causada por um descontrole na quantidade e proporção de microorganismos que naturalmente habitam a vagina. A vagina contém, normalmente, bactérias "boas", chamadas lactobacilli, e alguns outros tipos de bactérias chamadas anaeróbicas. Ainda não se sabe por que as bactérias anaeróbicas crescem e causam esta infecção.

Como a Vaginose Bacteriana é transmitida?

A causa da Vaginose Bacteriana ainda não é totalmente compreendida. Ela é associada com um desequilíbrio do nível de bactérias normalmente presente na vagina. A Vaginose Bacteriana se desenvolve quando uma mudança no ambiente da vagina causa o aumento do nível de bactérias prejudiciais.

Quais são os sintomas da Vaginose Bacteriana?

Mulheres com Vaginose Bacteriana apresentam corrimento vaginal com odor desagradável. Algumas mulheres o descrevem como "um odor forte com cheiro de peixe" que aparece, principalmente, após uma relação sexual. O corrimento é, geralmente, de cor branca ou cinza. Mulheres com Vaginose Bacteriana podem ainda sentir ardência ao urinar e/ou coceira ao redor do exterior da vagina. Algumas mulheres podem ainda não apresentar sintomas.

Como saber se tenho Vaginose Bacteriana?

Nas unidades especializadas em DST/AIDS da cidade de São Paulo você encontrará profissionais capacitados a lhe orientar.

Como a Vaginose Bacteriana é tratada?

O tratamento de Vaginose Bacteriana é feito à base de medicamentos anti-microbianos e é essencial para mulheres grávidas. A Vaginose Bacteriana pode voltar mesmo após o tratamento.

O que acontece se a Vaginose Bacteriana não for tratada?

Na maioria dos casos a Vaginose Bacteriana não causa grandes complicações. Mas existem algumas implicações sérias:

- Parto prematuro ou recém-nascido com peso abaixo da média;

- As bactérias que causam a Vaginose Bacteriana podem infectar o útero e as trompas de falópio. Esta inflamação é conhecida como doença inflamatória pélvica (DIP). A DIP pode causar infertilidade ou danos graves às trompas de falópio que por sua vez podem acarretar gravidez tubária e infertilidade. A gravidez tubária é uma condição de ameaça a vida na qual um óvulo se desenvolve fora do útero, normalmente nas trompas de falópio;

- A Vaginose Bacteriana pode aumentar a probabilidade de infecção por DST/AIDS em casos de exposição ao vírus;

- A Vaginose Bacteriana pode aumentar as chances de uma mulher passar o vírus da AIDS para o seu parceiro;

- A Vaginose Bacteriana pode aumentar a probabilidade de uma mulher ser infectada por outras doenças sexualmente transmissíveis como Clamídia e Gonorréia;

Os parceiros sexuais também precisam fazer o tratamento?

Normalmente,homens não precisam fazer o tratamento de Vaginose Bacteriana. No entanto, a Vaginose Bacteriana pode ser transmitida entre parceiras femininas.

E se eu estiver grávida?

A Vaginose Bacteriana não tratada durante a gravidez pode provocar parto prematuro ou recém-nascido com peso abaixo da média.

Como posso evitar a Vaginose Bacteriana?

A Vaginose Bacteriana ainda não é completamente entendida pelos cientistas, e as melhores formas de prevenir-se ainda são desconhecidas. No entanto, sabe-se que a Vaginose Bacteriana está associada a ter novos parceiros ou múltiplos parceiros sexuais. Ela raramente se apresenta em mulheres que nunca tiveram relações sexuais.

Alguns cuidados básicos podem ajudar a reduzir o risco de desequilíbrio do balance natural da vagina e evitar o desenvolvimento da Vaginose Bacteriana:

- Usar camisinha durante as relações sexuais;

- Evitar "duchinha";

- Fazer o tratamento até o fim, conforme prescrito pelo seu médico, mesmo que os sintomas desapareçam antes do fim.

Mais uma dica da Equipe Manja de Tudo para você.

Por: Ana Paula.

Orçamentos de Laguinhos www.laguinhos.com.br
Monte em instantes o orçamento para seu laguinho.


Filtros Biológicos www.fontesechafarizes.com.br
Veja on-line que custa muito pouco acabar com as algas.


Anti-algas e Anti-Cloro www.filtrouv.com.br
O fim das algas em seu lago.


    
   © 2011 Manja de Tudo.     www.manjadetudo.com.br.     Contribua conosco enviando sua dica, pergunta ou sugestão aqui.